Blog Instituto Mix
Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 3 minutos.

Que as compras pela internet não são nenhuma novidade, isso nós já sabemos. Todos os anos o setor do e-commerce no Brasil movimenta bilhões de reais. Mas a novidade fica em relação a consolidação do segmento no mercado como uma das principais opções de compras por parte do consumidor brasileiro.

A pandemia foi um dos principais fatores que fizeram com que esse boom de vendas on-line acontecesse em 2020. Em casa, com o comércio fechado ou horário reduzido, o consumidor optou por comprar na comodidade de casa. Com as vendas em alta na internet, segue agora uma disputa feroz entre as gigantes do e-commerce: quem entrega mais rápido!

Por isso elas tem investido pesado em centrais de distribuições em regiões estratégicas do Brasil, tudo para melhorar ainda mais a agilidade no processo de entrega. O frete é um dos principais fatores que ainda fazem com que alguns consumidores optem por comprar em uma loja física, a chance de poder levar o produto na hora, sem esperar, ainda pesa muito para boa parte dos consumidores. Por isso o frete rápido nunca foi tão importante como agora. Conquista o cliente, quem chega primeiro!

Números e dados das compras virtuais no Brasil

As plataformas que funcionam como um shopping virtual oferecem diversos produtos e serviços. Desse modo, os usuários encontram com conforto e facilidade qualquer item desejado. Conforme as lojas virtuais recebem visitas, sua visibilidade na internet aumenta, e, consequentemente, as compras e vendas on-line são impulsionadas.

Segundo o estudo Perfil do E-commerce Brasileiro, feito por uma parceria entre a gigante PayPal e BigData Corp, a expansão do e-commerce brasileiro cresceu, aproximadamente, 40% após dois anos de crescimento moderado.

Os registros de 2016 são de 9,23% e de 12,5% em 2017. No último ano, o e-commerce brasileiro apontou o seu maior crescimento desde o ano de 2014. De acordo com o estudo, foi registrado o aumento de 37,59% no número de lojas on-line, atingindo a marca de 930 mil sites dedicados ao comércio eletrônico no país. O mercado continuou em ascensão e em 2018 foram quase 24 bilhões de reais em vendas on-line.

Segundo dados do Compre e Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, a alta das vendas totais foi de 40% nos primeiros 15 dias de março de 2020. Um relatório produzido pela empresa, em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), mostra que houve um aumento significativo no consumo das categorias de “saúde” (111%), “supermercados” (80%) e “beleza e perfumaria” (83%) no primeiro bimestre de 2020, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Entre as gigantes do comércio virtual se destacaram neste ano empresas como o Mercado Livre, a Amazon, OLX, Magazine Luiza, Casas Bahia, Americanas e Submarino.

Estimativa para os próximos anos

Estudos mostraram que a realidade das compras dos brasileiros mudou drasticamente na pandemia, cerca de 50% das compras, ou mais, foram feitas de forma on-line, por meio de smartphones, tablets e outros eletrônicos, ou seja, as lojas físicas não foram a primeira opção dos brasileiros, apenas em último caso.

O mercado está cada vez mais moderno e adaptado às mudanças tecnológicas, buscando se adaptar da melhor maneira à rotina agitada dos consumidores, que, muitas vezes, não têm tempo de se deslocar até uma loja física. As compras virtuais oferecem conforto e facilidade para os consumidores e também para os donos desse tipo de empresa.

Uma pesquisa do Google mostrou que as vendas por e-commerce irão dobrar em cinco anos, chegando a impressionantes 85 bilhões de reais. Até 2021, o crescimento do setor será, em média, 12,4% ao ano. Atualmente, existem 60 milhões de consumidores on-line, ou seja, cerca de 27% da população brasileira.

Site de compras deve ser de fácil uso e otimizado

Para quem compra, o site deve apresentar uma boa usabilidade. Quem pretende vender, entrar no ramo do mercado on-line, deve se atentar a alguns cuidados fundamentais para evitar problemas futuros e acabar se frustrando com os resultados de sua loja virtual.

As compras on-line tem a preferência de muitos consumidores na hora de realizar uma compra. No entanto, para poder alcançar visibilidade e sucesso em um e-commerce, entre tantos outros que já existem, é necessário aplicar técnicas e estratégias essenciais para deixar seu site bem posicionado nas buscas on-line. Para isso existem empresas de consultorias especializadas em dar esse tipo de suporte para esses profissionais e empreendedores do e-commerce.

A otimização de sites para compras e vendas pela internet, deve ser pensada e planejada com muita precisão para que seu negócio tenha sucesso e consiga atender a todos os usuários que estão em busca de soluções.

Powered by Rock Convert
O que achou do artigo?
Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos!