Blog Instituto Mix
Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 4 minutos.

Iniciamos o mês de setembro e com ele, iniciamos uma campanha muito importante, o setembro amarelo. Esta campanha é sobre utilizar de um mês para dar visibilidade para um problema que acontece todos os dias e que é muito sério.

E não é apenas em setembro, a empatia deve acontecer durante todo o ano. Nós precisamos nos colocar no lugar do outro e tentar ajudar. Vamos conhecer mais sobre a campanha?

O que é o setembro amarelo?

Iniciada em 2015 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), o setembro amarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio.

Ele tem como proposta associar o mês e a cor ao Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio, que é o dia 10 de setembro, dando mais visibilidade ao movimento e trazendo atenção a esta causa que é tão importante.

Achamos no site Minuto Saudável a origem da cor, vamos descobrir? A cor amarela é usada para representar o mês da prevenção do suicídio por causa de Dale Emme e Darlene Emme. Em 1994, Mike Emme, filho do casal, com apenas 17 anos, deu fim a sua vida. Mike era conhecido por sua personalidade caridosa e por sua habilidade mecânica. Restaurou um Mustang 68 e o pintou de amarelo. Mike amava aquele carro e por causa dele começou a ser conhecido como “Mustang Mike”.

No dia do funeral dele, uma cesta de cartões com fitas amarelas presas a eles estavam disponíveis para quem quisesse pegá-los. Os 500 cartões e fitas foram feitos pelos amigos de Mike e possuíam uma mensagem: Se você precisar, peça ajuda. Os cartões se espalharam pelos Estados Unidos e a fita amarela foi escolhida como símbolo do programa que incentiva aqueles que têm pensamentos suicidas a buscar ajuda. 

Em 2003 a OMS instituiu o dia 10 de setembro para ser o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio. E o amarelo do mustang de Mike é a cor escolhida para representar este sentimento.

A campanha do Setembro Amarelo possui um site oficial com todas as principais informações sobre o projeto para quem se interessar saber mais.

Alguns dados alarmantes sobre o suicídio

É difícil e doloroso falar sobre isto, ainda mais quando se vê em números a comprovação de um caso tão sério. Mas é preciso acabar com os tabus e falar sobre.

Hoje, 32 brasileiros se suicidam diariamente. No mundo, ocorre uma morte a cada 40 segundos. Aproximadamente 1 milhão de pessoas se matam a cada ano. Só no Brasil, o suicídio é a quarta causa mais comum de morte entre os jovens. E ainda sabemos que os números são muito maiores do que isto, pois a subnotificação é reconhecida. Além disso, os especialistas estimam que o total de tentativas supere o de suicídios em pelo menos dez vezes.

Estes números são a comprovação de que este problema existe, não podemos fechar os olhos para o que está acontecendo. Precisamos agir e fazer tudo que está ao nosso alcance.

Como identificar quem precisa de ajuda?

Como já citamos acima, o site oficial da Campanha Setembro Amarelo possui também uma aba sobre prevenção, dando várias dicas de como identificar que alguém está precisando da sua ajuda. 

O suicídio é complexo, é algo difícil de lidar, é claro. Porém, existem alguns sinais em específico que a pessoa pode dar como alerta de uma necessidade de ajuda. Sintomas como isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades de que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como “preferia estar morto” ou “quero desaparecer” podem indicar necessidade de ajuda.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. Isto é uma prova de que a nossa ajuda e a nossa empatia vale muito. Se percebemos alguém precisando de ajuda, temos em nossas mãos a chance de salvar a vida daquela pessoa.

Como ajudar quem está sofrendo?

Doenças psicológicas são extremamente sérias e tão importantes quanto qualquer doença física. Não tem como esperar passar sozinho como um resfriado. O ato mais seguro a se fazer é buscar ajuda profissional. Obviamente, existem diversas formas de medicina alternativa e outros meios que podem ajudar você a melhorar, toda tentativa é válida. Mas nada disso substitui a ajuda de um profissional na área que saberá qual a melhor opção de tratamento para o seu caso.

No entanto, nós sabemos que a ajuda profissional exige um valor a ser reembolsado. E que talvez você não possua condições financeiras para tal. E que nem sempre você conseguirá ajuda a tempo pelo sistema público de saúde. Por isto, o site oficial do Setembro Amarelo possui uma aba chamada “Quer conversar?”, clicando nela você é direcionado para um fórum do Centro de Valorização da Vida. Nele você pode pedir ajuda gratuitamente de um profissional da forma que for melhor para você, seja por ligação, chat, e-mail ou até mesmo ao vivo.

Se você se sente desanimado, sem vontade de fazer as coisas que costumava gostar e com outros dos sintomas que citamos, procure ajuda. Sua vida vale muito.

Powered by Rock Convert
O que achou do artigo?
Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos!