Blog Instituto Mix
Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 5 minutos.

A franquia de educação profissionalizante Instituto Mix de Profissões está em processo de implementação de seu banco digital próprio. A ideia é facilitar e mudar a forma de como você administra as suas finanças, com uma ferramenta fácil, dinâmica e inteligente.

Na era digital, de um mundo conectado pela internet, as facilidades e as proximidades que ela possibilita, pensar em um banco digital foi a forma do Instituto Mix ingressar nesse mercado promissor e de grandes possibilidades.

O IM Pay chega para ser um facilitador de processos, objetivo da maioria dos bancos digitais, em que comodidade, conforto, rapidez e atendimento personalizado são os diferenciais que tanto atraem novos clientes para o mundo virtual.

IM Pay

O IM Pay segue o caminho para se tornar um banco digital, é uma nova solução financeira para sua escola. Com o IM Pay você e sua franquia contam com as melhores e mais competitivas soluções em formas de pagamento, conta digital e muitos outros serviços financeiros.  Aqui você tem acesso a serviços bancários sem as burocracias e exigências de bancos tradicionais. Possuímos um planejamento financeiro customizado para suas necessidades. Um banco que cabe como uma luva na sua rotina e no seu orçamento.

Um dos responsáveis pelo projeto, Felipe Arcaro, controller da rede Instituto Mix de Profissões, explica que o IM Pay foi pensado para ser um Fintech, mas primeiro a rede está focando nas principais necessidades dos franqueados.

“Por questões de aplicabilidade das ferramentas primeiro estamos mirando na parte de plataforma de pagamentos. Primeiro realizamos toda a implantação da plataforma de pagamentos em que, com essa iniciativa, vamos conseguir atingir todas as “dores” de uma franquia e, respectivamente, do franqueado. Fizemos uma integração com o IM Pay, em que é possível trabalhar com uma plataforma única envolvendo todas as formas de pagamento mais utilizadas pela rede, que são os cartões, de crédito e débito, boletos e a questão do pagamento recorrente”, explica Arcaro.

Felipe explica ainda que para um segundo momento o foco será a conta digital, como um banco digital. “Com a conta digital teremos uma maior aplicabilidade da conta, será possível então fazer transferências interbancárias, fazer TED para outros bancos, pagamentos de boletos também será possível. Juntando tudo isso teremos uma ferramenta completa, robusta, que vai, com toda a certeza, atingir as necessidades de uma franquia, colocando o Instituto Mix mais uma vez como destaque em inovação no mercado nos mais diversos âmbitos”, ressalta o controller.

Operando na rede

O IM Pay já é uma realidade e está em plena funcionalidade em dezenas de escolas espalhadas pelo Brasil, são mais de 130 unidades utilizando a plataforma e ultrapassamos a marca de mais de 150% de escolas que estão operando na rede.

“Estamos com toda a parte de pagamentos muito bem resolvida. Já funcionamos com boletos, com pagamento recorrente, maquinha de cartão. O destaque fica sendo o pagamento recorrente, que é umas das opções mais utilizadas para o pagamento mensal, como os nossos pagamentos são parcelas, mensalidades de alunos, essa modalidade se encaixa perfeitamente no processo de cobrança”, afirma Felipe.

Pagamento recorrente e seus benefícios

Como já vimos, para quem vai utilizar o IM Pay, há diversas formas de os valores serem cobrados. Com cartões, boletos e recorrente, que é uma das alternativas mais procuradas por ser interessante não apenas para o franqueado como para o aluno. Mas afinal, como funciona o pagamento recorrente?

Essa é uma modalidade também conhecida como assinatura recorrente ou venda recorrente. Para simplificar, são cobranças que acontecem de forma automática, seja por boleto bancário, cartão de crédito ou débito automático.

Sabe aquela assinatura que você tem de uma plataforma de streaming, ou mais de uma, para ver seus filmes e séries favoritos, em que você paga automaticamente todo mês pelo seu cartão sem se incomodar, pois é, essa é a forma recorrente.

É uma modalidade de transação ideal e que vem crescendo em muitos estabelecimentos que oferecem produtos ou serviços com pagamentos periódicos (mensal, bimestral, trimestral, semestral ou anual).

Recorrente parcelado

Há também a opção de pagamento recorrente parcelado, em que o aluno paga o valor total do curso com seu cartão de crédito e escolhe parcelar o valor total de uma só vez.

Porém essa modalidade geralmente compromete boa parte do crédito disponível do cartão do aluno, ou ele pode não ter todo o limite necessário para efetuar essa forma de pagamento, ainda assim, caso ele tenha limite e deseje essa opção, o recorrente parcelado está disponível para os franqueados e é mais uma opção para nossos alunos.

Exclusividade IM Pay na modalidade recorrente

Na forma de pagamento recorrente, há uma novidade que interessa e ajuda muitos franqueados financeiramente, Felipe explica que o IM conseguiu lançar para os franqueados da rede o recebimento imediato com a opção do pagamento recorrente.

“Ou seja, conseguimos implementar o recebimento antecipado nas vendas do recorrente. Isso é algo bem restrito do mercado, tanto que nós não ouvimos outros cases sobre esse aspecto. Por se tratar de uma venda online, uma venda digital, nós usamos apenas os dígitos do cartão e não a inserção com chip de forma física como acontece nas vendas tradicionais. Essa modalidade de pagamento faz com que a indústria de pagamentos não disponibilize rapidamente os valores para seus clientes. Já no IM a agilidade é nosso destaque. Nós conseguimos implementar o recorrente antecipado, o franqueado recebe hoje do seu aluno e um dia depois ele já está recebendo em sua conta o valor pago”, ressalta Arcaro.

Vantagens para o franqueado

Para nosso franqueado as vendas, a gestão e acompanhamento, são realizados em tempo real, de forma integrada ao ERP do franqueado. Dando maior confiabilidade e segurança. Sem a necessidade de realizar conciliações financeiras separadamente.

São muitas as vantagens para o franqueado em sua rotina na escola. Primeiramente, e um dos pontos fundamentais, será a automatização do processo. Na modalidade recorrente por exemplo, você não precisará mais ficar cobrando do aluno o pagamento. Além do mais, é um aliado muito forte na questão de evasão.

“Muitas vezes o aluno tem problemas para dar continuidade nos cursos e sem saber como proceder com a escola deixa de ir, sem dar explicações. Com esse recurso de pagamento, o aluno, para efetuar o cancelamento da cobrança em seu cartão, é obrigado a ir até a unidade e então explicar o motivo de sua ausência ou da sua desistência, a escola tem a possibilidade de contornar a situação e o aluno tem a chance de negociar com a escola e continuar sua formação”, explica o controller.

Planos futuros para alunos

Para um segundo momento o banco digital IM Pay deve abrir outro leque de possibilidades. Felipe explica que a rede pensa em incluir também os alunos nessa experiência.

“Nós sabemos que atualmente é muito burocrático para uma pessoa abrir uma conta em um banco tradicional. Uma das pretensões é que nós consigamos disponibilizar uma conta digital de fácil acesso a essa parcela da população que fica muitas vezes sem opções. Com nosso próprio banco digital, nós pensamos também naquele aluno que já sai do curso do IM com seus sonhos planejados, de abrir seu próprio negócio. A gente poderá dar esse suporte, sobre a criação de uma conta jurídica, como utilizar a maquininha de cartão e tudo que ele precisa saber sobre esses processos. Tudo isso está no escopo do projeto”, explica Felipe.

Pronto! Agora você já sabe como o banco digital IM Pay pode mudar a sua vida!  Acesse e saiba mais! 

O que achou do artigo?
Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos!