Blog Instituto Mix
Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 4 minutos.

Foi com grande alegria que o setor pedagógico da franqueadora recebeu a notícia que dois de seus instrutores do IM concorrem ao prêmio nacional de gastronomia. A novidade foi recebida com euforia também nas escolas Instituto Mix de Profissões da capital Campo Grande, no Mato Grosso do Sul e de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, já que seus respectivos instrutores estavam concorrendo ao Prêmio Nacional Dólmã de gastronomia. Considerado o “Oscar” da premiação gastronômica no Brasil.

O chef Antonio Bosco é um dos finalistas na categoria estadual e representa o Rio Grande do sul. A chef Helen Braz é a representante do Mato Grosso do Sul e, assim como Bosco, concorre na categoria estadual. Eles competem ao lado de mais de 80 chefs de outros 26 estados. Tanto Helen como Antonio são instrutores do Curso de Gastronomia do Instituto Mix de Profissões em seus respectivos municípios.

O que é o Dólmã?

O Prêmio Nacional Dólmã visa reconhecer e valorizar os profissionais que se destacam na área gastronômica e que contribuem para a economia brasileira. Todos os anos a edição da premiação é realizada em um estado diferente, desta vez o escolhido foi o lindo estado do Piauí, no nordeste brasileiro. Será a sétima edição do evento, a premiação será dos dias 26 a 28 de março.

Além do reconhecimento nacional os vencedores da categoria estadual levam para casa a Estatueta Dólmã, desenvolvida pelo artista plástico mineiro Léo Santana, aos moldes da premiação do Cinema Mundial. Ganhará, ainda, vestimentas oficiais e o título de Embaixador da Gastronomia de seus estados. A eleição também dá direito em participar da categoria Nacional do Prêmio Dólmã no próximo ano.

Categorias

O Prêmio Dólmã possui duas categorias, uma delas é a Categoria Estadual que premia um chef por estado. A outra categoria é a Categoria Nacional, que escolhe um chef entre os 5 chefs indicados, sendo um de cada região brasileira.

A chef Helen Braz, que também é instrutora do Curso de Gastronomia do Instituto Mix de Campo Grande, proprietária do “Tropeiro Gastrô” e “Tropeiro Gourmet”, e Conselheira de Ética da Associação dos Profissionais de Gastronomia do MS, foi uma das escolhidas para representar o estado de Mato Grosso do Sul na Categoria Estadual.

“Estou muito feliz com a indicação, pois é uma reconhecimento de anos de trabalho e dedicação com a área gastronômica. Estou muito confiante com essa indicação e estou otimista de ganhar o prêmio na Categoria Estadual, representando meu estado do Mato Grosso do Sul”, afirma a chef Helen Braz, que teve como inspiração sua avó Ruth, o profissional Rodrigo Oliveira do Mocotó e o chef Paulo Machado.

Antonio Bosco atua profissionalmente em eventos sociais e corporativos, restaurantes, hotéis e escolas de gastronomia. Na carreira, contabiliza bem-sucedidas atuações na Escola de Gastronomia UCS/ICIF (Flores da Cunha), Ristorante Lo Stivale (Florianópolis), Visconte D Itália Hotel e SPA (Nova Hartz) e Intercity Hotéis (Caxias do Sul). Neste último, atuou na implantação de várias cozinhas em unidades da rede pelo Brasil, tendo se especializado em custos, projetos de cozinha e treinamentos.

Foi pioneiro na formação de novos profissionais através dos cursos de Culinária e de Panificação do Instituto Mix de Profissões em Caxias do Sul e região, onde segue atuando como chef educador. Também apoia eventos beneficentes, como os da Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (AAPECAN), que colabora desde 2017.

A importância das qualificações

Além de ser uma vocação, estar no DNA da Helen a paixão por cozinhar, o segredo do sucesso também está ligado as capacitações que ela fez ao longo dos anos. Ela conta que os cursos de gastronomia fizeram muito diferença na carreira e cozinhar profissionalmente é totalmente diferente de cozinhar por hobby.

“O cliente te procura e come sua comida, quando ele volta ele quer exatamente igual, com a mesma qualidade e sabor e isso só conseguimos através da ficha técnica em que tudo é pesado, medido, sempre padronizado, não interessa se é para uma ou mil pessoas, o prato sairá igual. Na minha época não tínhamos muitas opções de qualificações, os cursos de gastronomia eram caríssimos, quem dera tivéssemos um Instituto Mix de Profissões como temos hoje”, ressalta a chef profissional.

O chef Antonio Bosco, além do amor pela profissão, é formado em Chef de Cozinha Internacional pela UCS/ICIF (parceria entre a Universidades de Caxias do Sul e a Italian Culinary Institute for Foreigners) e também em Fermentação Natural e Panificação pela Levain Escola de Panificação, de São Paulo.

“Recebo a indicação com muita alegria. É o reconhecimento pelos trabalhos realizados aqui no Estado (do Rio Grande do Sul) através da gastronomia gaúcha e nacional. É também um grande incentivo, reafirmando o desejo de continuar meu trabalho através do ensino, preparando e encorajando os futuros profissionais, e por meio de participações em eventos”, festeja Bosco, que tem sua paixão gastronômica em massas e panificação de levain (fermentação natural).

Primeiros passos para quem ama a gastronomia

Para quem quer, assim como a Helen e o Antonio, ser um profissional de sucesso e ser reconhecido nacionalmente pelo seu trabalho, inclusive com indicações para prêmios, a primeira dica é profissionalização! Ter conhecimento de casa e gostar do que se faz ajuda, mas é em um curso que você irá aprimorar suas técnicas e fazer a diferença.

“Procure uma instituição de ensino séria como o Instituto Mix de Profissões para se profissionalizar, para aprender a fazer os custos e lidar com as pessoas. O curso de Gestão Pessoal e Profissional (GPP) auxilia muito nessa questão. Além de aprender a cozinhar profissionalmente, quem entra em um curso como esse vai saber todas as técnicas, cortes e pontos de cocção. No IM temos a oportunidade de conhecer ingredientes que não tínhamos acesso e temos que saber como utilizá-los para não termos surpresas indesejadas no futuro”, ressalta Helen.

Instrutora em uma das maiores redes de escolas de cursos profissionalizantes do Brasil, o Instituto Mix de Profissões, Helen diz que tem orgulho de sua trajetória até aqui. Com alunos premiados e respeitados por todo Brasil.

“Formar profissionais competentes é mais um desafio, uma responsabilidade imensa que acredito estar cumprindo com excelência. O maior ingrediente da Gastronomia é o amor, o respeito pelos alimentos e pelo próximo. Tenho alunos de 16 a 70 anos e é incrível, aprendo todos os dias com eles e o respeito mútuo é primordial”, conclui a chef profissional.

O que achou do artigo?
Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos!