Blog Instituto Mix
Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 3 minutos.

Dados do Governo Federal divulgados em 2020, mostram que o brasileiro nunca empreendeu tanto como agora, com destaque para os jovens, que buscam oportunidades em um mercado cada vez mais concorrido, criativo e inovador.

Em 2020, o Brasil registrou o maior número de empreendedores de sua história. Nos nove primeiros meses do ano passado, o número de microempreendedores individuais (MEIs) no país cresceu 14,8%, na comparação com o mesmo período de 2019, chegando a 10,9 milhões de registros.

Foram 1,15 milhão de novas formalizações entre o fim de fevereiro, pouco antes do início da pandemia, até o fim de setembro, segundo dados do Portal do Empreendedor, do Governo Federal. Somado às mais de 7,5 milhões de micro e pequenas empresas, esse setor representa 99% dos negócios privados e 30% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos) do país.

Pandemia impulsionou jovens a empreenderem 


Impulsionados pela crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, os brasileiros estão buscando na atividade empreendedora uma alternativa de renda. Com isso, uma estimativa feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostrou que aproximadamente 25% da população jovem e adulta estavam envolvidos na abertura de um novo negócio ou com uma empresa com até 3,5 anos de atividade.


Embora seja algo para se celebrar, o avanço dos micro e pequenos negócios ainda vive um momento muito difícil, em um verdadeiro “redemoinho” causado pela pandemia. Estamos começando a ter que voltar a pagar os impostos que foram suspensos por alguns meses e o acesso a crédito ainda é um dos principais problemas, mas tudo isso não tem desanimado o espírito empreendedor de jovens animados com as possibilidades de abrirem seus próprios negócios e voarem alto no mundo dos negócios. 

População empreendedora investe na inovação


Apesar do contexto adverso para os negócios em geral, pequenos empreendimentos estão implementando inovação para enfrentar a crise. Dados mostram que as vendas
on-line continuam em alta entre as micro e pequenas empresas que têm utilizado canais digitais, como as redes sociais, aplicativos ou internet como plataformas para comercialização de produtos e serviços.

Enquanto no levantamento feito no fim de maio de 2020, 59% das empresas utilizavam esses canais, atualmente esse percentual chega a mais de 70%. Entre os empresários ouvidos, 16% passaram a vender por meio de ferramentas digitais a partir da chegada do novo coronavírus ao país.

Segmento de franquias é ótima opção para jovens empreendedores


O segmento de franquias é um dos negócios mais promissores do Brasil, e por isso tem atraído tantos jovens para o mercado do franchising. Para se ter uma ideia, dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostram que em 2019 o setor movimentou quase R$ 200 bilhões. Em 2020 o montante foi menor devido aos desafios da pandemia, mas não parou de crescer e de expandir com a inauguração de novas franquias dos mais variados segmentos.


Mostrando a solidez do franchising no mercado brasileiro. O ano de 2021 já começou com tudo e a ABF projeta um crescimento ainda maior neste ano comparado a 2019. Quer mudar de vida? Empreendendo com segurança em um negócio promissor?

Nós temos uma franquia perfeita para você: o Instituto Mix de Profissões, uma das maiores e melhores redes de ensino profissionalizante do Brasil, com selos de reconhecimento pela ABF e a publicação Pequenas Empresas & Grandes Negócios, com mais de 10 anos no mercado, a marca acumula mais de 600 unidades e um crescimento exponencial, saiba mais aqui. 

O que achou do artigo?
Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos!