Quero ser aluno

O que é chatbot? Entenda como funciona o robô que conversa com você

Os chatbots são softwares que simulam a fala humana e são capazer de bater papo com usuários no Facebook e Telegram, por exemplo. Eles ganharam popularidade nos últimos anos e têm sido usados por várias empresas para atender clientes, dar informações sobre serviços, vender produtos, entregar conteúdo, entre outras funções. Essas ferramentas usam inteligência artificial e estão cada vez mais aperfeiçoadas. Ou seja, você não sabe, mas provavelmente já conversou com um robô.
Os chatbots operam por diversos canais como a web, aplicativos próprios e plataformas de troca de mensagens, por exemplo, o Facebook Messenger e o Telegram. A tecnologia funciona sem uma interface complexa, criada para que o usuário insira e receba dados específicos. Os chatbots precisam descobrir os desejos do usuário e como entregá-los. A linguagem humana, porém, é confusa e imprecisa. Entendê-la é a responsabilidadedo machine learning – ou aprendizado de máquina – e do processamento de linguagem natural (NLP, na sigla em inglês), a mesma técnica presente na base dos sistemas de reconhecimento de voz de assistentes virtuais como a Siri, da Apple, o Google Now e a Cortana, da Microsoft.


O futuro dos chatbots

Apesar das possibilidades, os chatbots ainda têm um longo caminho pela frente. O Facebook, que há anos investe no desenvolvimento dessa tecnologia, anunciou em janeiro estar com foco em melhorar as habilidades de conversação dos robôs. A empresa indicou em um relatório alguns pontos-chave a serem aperfeiçoados. Entre eles, a consistência da personalidade, pois, normalmente eles não conseguem se lembrar do histórico do diálogo, e a reação quando não conhecem a resposta, que costumam ser programadas e limitadas.
Muitos chatbots modernos são treinados com diálogos de filmes. Mesmo os melhores roteiros não são conversas reais e naturais, portanto, os resultados dessa prática são, por vezes, estranhos. Para resolver, os engenheiros do Facebook fizeram seus próprios bancos de dados para treinar a inteligência artificial das máquinas. O arquivo tem mais de 160 mil falas e cada um dos chatbots usados recebeu uma pequena biografia, na tentativa de criar personalidades consistentes.
A companhia de Mark Zuckerberg não é a única a apostar nos chatbots. Especialistas da área têm previsões otimistas para a tecnologia. Em declarações à Forbes, afirmam que 2018 será um ponto de virada. Segundo os CEOs e fundadores de startups de tecnologias consultados, as empresas vão começar a enxergar o potencial de conversas automatizadas em grande escala e a tendência é o crescimento dos bots de bate-papo como instrumentos de comunicação com clientes, não apenas para suporte, mas também vendas. Alguns falam também em monetização, integração com plataformas de terceiros e interações offline. Todos concordam que os chatbots não substituem humanos, mas têm potencial para inovação.

Bella, o bot do Instituto Mix

Pensado nesta tendência nós do Instituto Mix em parceria com a Enfoca Chatbots criamos a Bella, a nossa mais nova inteligência artificial, que tem o intuito de apresentar aos nossos clientes, o que há de mais atual na área de atendimento.

Fonte: Tech Tudo

Seja nosso aluno!

Informações protegidas

Acompanhe tudo que acontece na rede Instituto Mix

Palavra do presidente
Plantão Maior
Resumo Maior
Revista IM
Cases de sucesso
Ensino didático
Eu, franqueado
im360

Instituto Mix
tem realidade aumentada!

Aprender agora ficou mais divertido!
Experimente essa nova e sensacional
maneira de tornar seus estudos mais
dinâmicos e interativos.

Baixe agora nosso aplicativo
e viva essa experiência.

Nós Ligamos para você

Preencha o formulário abaixo e nós ligaremos para você!