Blog Instituto Mix
Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 4 minutos.

Definitivamente esse é um dos temas mais pesquisados na internet quando falamos de qual área escolher na hora de seguir em uma profissão. Um curso superior? Técnico, ou profissionalizante? Faço uma faculdade ou invisto meu dinheiro em um curso profissionalizante?

Bem, nós do Instituto Mix de Profissões sabemos que o mercado mudou drasticamente ao longo dos anos, tanto é que hoje temos mais de 200 cursos à disposição de nossos alunos, o que reforça a nossa constante busca de atualização e percepção das necessidades do mercado.

Um dos pontos observados ao longo desses anos no mercado, é que a grande parte dos alunos de cursos superiores, que batalham por quatro, cinco, ou até mais anos em faculdades e universidades, nem sempre conseguem atuar na área de formação, infelizmente!

Mudança de mentalidade e de comportamento


Exemplos não faltam de profissionais que se graduaram em cursos como Administração, Engenharia (seja qual for a área), Enfermagem, História, e tantos outros cursos, e que atualmente desempenham funções totalmente desconexas com sua área de formação.


Isso acontece por dois motivos: primeiro é que ainda existe uma falsa sensação de que um curso superior é “garantia” de emprego certo. Segundo: só se dá bem no mercado de trabalho quem tem um bacharelado nas mãos, seja de qual for o curso, mesmo que ele não goste do segmento em questão!

Bem, o resultado destas combinações, muitas vezes, podem ser observados no quadro gigantesco de desempregados no Brasil.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem hoje, aproximadamente, uma taxa de 14% de desempregados, algo em torno de 14 milhões de pessoas que, em muitos casos, possuem um curso superior, mas o mercado não os vê como “aptos” para preencher as vagas existentes, aliado a isso temos a difícil situação da economia agradava pela pandemia.

O jeito é deixar de fazer uma faculdade? 


Claro que não! Os cursos de graduação são essenciais para o desempenho de muitas profissões e se você não tiver um bacharelado, ou mais do que isso, você não crescerá na carreira que deseja seguir.


Mas, ao mesmo tempo que muitos cursos são vitais para o profissional atuar no mercado, fazê-lo “por fazer”, apenas porque o “mercado exige um curso superior”, aí sim, não é uma boa ideia!

Você pode se frustrar, sendo uma grande perda de tempo e, principalmente, dinheiro! Já que os cursos superiores são consideravelmente mais caros que cursos técnicos e profissionalizantes. Muitos profissionais “já acordaram” e começam a mudar de mentalidade e comportamento, pesquisando muito antes de, de fato, entrar em um curso superior.

Isso porque o mercado está em busca de mentes criativas, pessoas com habilidades específicas, feeling para os negócios, no que o mercado chama de soft skills. Os cursos profissionalizantes, além de serem mais baratos, podem ser um caminho alternativo para aprimorar essas habilidades, tão solicitadas pelas empresas.

Vantagens de ingressar em um curso profissionalizante


Não é apenas porque somos do Instituto Mix de Profissões, que te orientamos a fazer um curso profissionalizante para agregar conhecimento na sua jornada em busca de uma carreira de sucesso, como já mencionamos antes, cursos superiores ainda são indispensáveis se você busca uma área específica para atuação!

Mas os cursos profissionalizantes oferecem várias vantagens a curto prazo. Um dos primeiros pontos, é o valor pago no total do curso!

Geralmente valores bem mais acessíveis e com uma grande variedade de cursos, você pode, até mesmo, fazer vários cursos ao mesmo tempo, em diferentes áreas como Administração, Beleza, Construção Civil, Gastronomia, Hotelaria e Turismo, Idiomas, ImMaker, Indústria e Mecânica, Moda, Saúde e Tecnologia.

Outro ponto que pesa a favor dos cursos profissionalizantes é o rápido aprendizado. Enquanto na faculdade, muitas vezes, as aulas ficam mais restritas a teoria, e a prática fica em segundo plano quando o aluno ingressa no mercado, em uma escola profissionalizante o aluno tem contato com a prática já na primeira semana do curso, em alguns casos nas primeiras aulas, sempre com a orientação e supervisão de seu instrutor.

Outro fator que pesa a favor dos cursos profissionalizantes é o apelo pelo empreendedorismo. Enquanto que cursos superiores focam em profissões e partes teóricas, cursos profissionalizantes entendem que todos os alunos são potenciais empresários de sucesso, para isso basta ensinar o “caminho”.

Cursos profissionalizantes são reconhecidos?


Os cursos profissionalizantes não precisam ser reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), porque se enquadram na categoria de cursos livres. Mas isso não significa que os cursos não têm relevância ou que são isentos de uma rigorosa fiscalização e controle de qualidade.

No caso do Instituto Mix de Profissões, o setor pedagógico é um dos melhores em relação às escolas profissionalizantes no Brasil. Isso se reflete no número de prêmios que a marca IM ganhou ao longo dos anos, selos de qualidade e excelência da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e da respeitada publicação da Editora Globo, Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Aproveite e se informe o quanto antes sobre os nossos cursos, mire e acerte em cheio na sua jornada em busca do sucesso!

 

Powered by Rock Convert
O que achou do artigo?
Quer receber mais conteúdos como esses gratuitamente? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos!